É difícil seguir dieta?

Tempo de leitura: 3 minutos

Essa pergunta sempre me ocorre, tomando meus pensamentos por horas. Será que é tão difícil assim seguir dieta? Mas, o quê exatamente é o problema?

Mas, ao examinar bem essa pergunta eu me dou conta do seguinte:

Não, não é difícil seguir a dieta e sabe por quê?

Porque o problema não é seguir o que está no plano prescrito pela nutricionista. A questão é que, ao pensar em “DIETA”, se pensa em restrição e abstenção e em “EU NUNCA MAIS VOU PODER COMER” determinado alimento. O que é uma grande mentira.

Podemos comer o que gostamos, mas é respeitar as porções, as quantidades recomendadas. Geralmente, comemos o que mais gostamos como se “não houvesse amanhã”, em exagero e sem respeitar os limites que nosso próprio organismo reclama. Outro fator bem interessante é que, sempre nos boicotamos hoje é uma despedida, amanhã é outra e só por hoje e só por agora, e cada vez que pensamos assim, cada vez nos prejudicamos mais.

Eu percebo que isso não é só com a comida não, nós brasileiros temos dificuldades de ter rotina e disciplina. A minoria que tem facilidade de atingir seus objetivos, são pessoas determinadas e extremamente disciplinadas, isso porque receberam instruções desde pequenos, quanto aos alimentos e as atividades físicas.

Então, eis aí uma chave para desvendar o mistério:

Educação nutricional começa do ventre, desde a nutrição recebida pelo cordão umbilical, lá no ventre da sua mãe. Nos primeiros anos de vida, na sua infância, os hábitos adquiridos na infância, sejam eles quais forem vão ecoar para o resto de sua vida em suas ações de uma forma geral, não só no que se refere à alimentação; mas falaremos disso depois…

Voltando ao questionamento, seguir dieta é difícil porque queremos resolver os resultados dos hábitos alimentares errados de longos anos em dias, ou até o próximo verão, ou aquela festa, ou o casamento da prima, ou evento ‘tal’…

E para atingir rápido o objetivo, o emagrecimento desejado, a tendência da maioria é optar por restrição de carboidratos como se estes fossem os “culpados”. Gente!!! A culpa não é do alimento, é questão de não comer desesperadamente como se nunca mais fosse ter, administrar o desejo e a quantidade é mais importante do que abster-se do que gosta. Saber escolher é outro ponto muito relevante.

Dietas restritivas tem sucesso e eu sou adepta delas, mas não convém por um longo tempo e nem é para todo mundo. O primeiro passo para alcançar o sucesso do peso desejado é a disciplina, saber que é passo-a-passo que se constrói dedicar-se a si mesmo é o melhor investimento que se pode fazer, cuidar da própria saúde.

Para os apressados, tem recurso? Sim, tem sim. A prática de atividades físicas é o melhor método, para acelerar o processo.

Não se esqueça que a pressa é inimiga da perfeição, e o principal motivo pelo qual não se consegue seguir dieta é este.

Precisamos percorrer o caminho correto, mudar primeiro a forma de pensar, como alguém disse por aí: “Pensar magro!” É preciso mudar o que é interno antes de mudar o externo, não podemos esquecer e é preciso ter paciência consigo mesmo!

Aline Sousa Santos Mendonça

Nutricionista CRN 1 7103

Faça seu cadastro, siga nossas redes sociais no Facebook e Instagran e se mantenha atualizado.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *