Depressão tratada com alimentação

Tempo de leitura: menos de 1 minuto

A depressão vem acompanhada de uma tristeza profunda que se estende por um período maior, que podem variar em semanas ou meses. Outros sintomas são a baixa autoestima, fadiga, perda ou ganho de peso, alteração de sono, apatia, desinteresse por atividades comuns do dia a dia.

Para o tratamento, são imprescindíveis o acompanhamento médico e o psicológico.

Realizar atividades que estimulem o bem estar, como uma caminhada em um parque, dança, entre outras. 🤸🏊
No que se refere aos fatores nutricionais, é possível promover esta sensação de bem estar através de alimentos que auxiliem o organismo a produzir serotonina, que contribui para a redução dos sintomas da depressão.

Uma dieta rica em triptofano, selênio, cálcio, magnésio, vitaminas do complexo B, ácido fólico e ômega 3 são fundamentais para a melhora dos níveis de serotonina no organismo. Porém não se trata de substitutos dos tratamentos citados acima, mas auxiliam para o bom resultado do mesmo.

Principais alimentos no combate a depressão

🥜As fontes mais comuns são as castanhas, nozes, amêndoas, dentre outros tipos de castanhas e grãos como a soja. Frutas e cereais integrais ricos em ácido fólico como a aveia, centeio entre outros; para as frutas o destaque vai para: banana, laranja, maçã e o abacate. Mel🍯, que além de “adoçar a vida”, produz sensação de bem estar. O ovo🍳 contém vitaminas do complexo B a niacina e a tiamina; assim como carnes magras. As folhas verde escuras possuem folato, que são indispensáveis para o conjunto.🌿

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *